MAR DO ALGARVE CHEGA À BAIXA DE FARO

Exposição fotográfica ASul profundo mostra encantos subaquáticos algarvios.

Quem  passar pelo Jardim Manuel Bívar em Faro ficará com certeza surpreendido

ao dar de caras com um tubarão-azul, uma zangada moreia ou um dos símbolos da

Ria Formosa: o cavalo-marinho.



Todos estes seres subaquáticos da costa algarvia, estão expostos ao ar livre num conjunto de dez elegantes estruturas expositivas que albergam 18 fotografias, dispostas ao longo do jardim e acessíveis aos muitos populares que por lá passam e que agora têm um pretexto para parar e apreciar a fauna e  flora que apesar de estar perto de nós, não conseguimos apreciar de forma tão próxima e intimista como agora.


A curadoria da exposição é da ALFA - Associação Livre Fotógrafos do Algarve, que

desenvolveu o design das estruturas em colaboração com uma empresa de Olhão,

tendo convidado para esta primeira exposição de rua o conceituado fotógrafo João

Rodrigues, premiado em vários concursos internacionais e colaborador regular da

revista National Geographic, tendo igualmente realizado o filme “Cavalos de

Guerra” que retrata os Cavalos-marinhos da Ria Formosa e com o qual foi

distinguido em vários festivais de cinema ambiental.


O promotor da exposição é a Câmara Municipal de Faro, procurando com esta

iniciativa um maior fruição dos espaços ao livre da cidade e a continuação de um

conjunto de iniciativas que visam dinamizar a cidade de Faro como candidata a

Capital Europeia da Cultura 2027.


Para a ALFA, esta exposição de rua e a concretização deste projeto das estruturas

expositivas, é um marco importante para a associação porque não só contribui para

uma ampla difusão da fotografia a um público universal, que muitas vezes não

sente interesse em visitar uma galeria, mas que gosta de apreciar fotografia, ao

mesmo tempo que está preparada para os novos desafios expositivos com

privilegiam os espaços ao ar livre devido ao contexto pandémico em que vivemos.

A informação sobre cada fotografia pode ser consultada pelo tablet ou smartphone 

através dos QR-codes para o efeito. 


A exposição de rua ASul Profundo, estará patente até outubro e naturalmente

aberta 24h,  estando prevista a sua posterior colocação noutros locais do concelho.

18 visualizações0 comentário